Pattinson Daily: Examiner: Pattinson interpreta um inseguro, fraco, mas quase amável, homem em The Rover
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Examiner: Pattinson interpreta um inseguro, fraco, mas quase amável, homem em The Rover

28 de maio de 2015

'The Rover'

'The Rover' se passa 10 anos após "o colapso" da Austrália. Guy Pearce estrela como um solitário sem nome cuja aparência perturbada e abatida sugere que ele testemunhou o inferno do "colapso" em um nível íntimo. Uma ilegalidade assustadora tomou conta de toda a terra, onde dificilmente alguma coisa fica entre uma infra-estrutura decadente e um completo caos. Depois que Pearce tem seu carro inesperadamente roubado por três homens, ele descobre que o irmão de um dos ladrões, que estava ferido e danificado mentalmente, Rey (interpretado por Robert Pattinson) foi deixado para morrer na beira da estrada poeirenta. A busca incessante de Pearce para o seu carro juntamente com algumas performances incríveis revelam mais sobre o escritor e capacidade do cineasta David Michôd de brincar com o tempo, espaço e humor, do que  dos detalhes de um enredo.

Então, o que exatamente aconteceu para que a humanidade ficasse sem lei, e nos limites? Você realmente precisa saber? Uma grande parte do apelo deste filme para mim é a restrição que David Michôd mostra em não acrescentar nada no caminho da história de fundo ou uma explicação sobre o que pode ter causado a desolação. O cineasta provoca e insulta o público com pequenos detalhes reveladores sobre os personagens e o reino fraturado em que vivem. Peças de quebra-cabeça são dadas e eu adoro a ambiguidade delas. Há algum tipo de idioma asiático falado pelos alto-falantes. Há também envolvimento militar.

Pearce é um ator que consegue lidar com grandes blockbusters, mas também se encaixa em filmes menores como este. Ele honestamente, nunca esteve melhor. Tudo sem uma história de fundo, Pearce nos mostra quem é seu personagem é e de onde ele vem com cada expressão facial e em cada linha que ele fala. O que torna o desempenho de Pearce tão incrível é como ele contrasta com a de Robert Pattinson no papel de Rey. Eu poderia ser rápido em dizer que a performance assustadora de Robert Pattinson não é nada mais do que tiques e um forte sotaque do sul. Fisicamente, Pattinson é quase irreconhecível. Universalmente conhecido por suas boa aparência Hollywoodiana, Pattinson é muito feio neste filme. Seus dentes são podres. Sua palidez aqui o faz parecer o fantasma do homem que ele pode ter sido uma vez. A face fisicamente expressiva de Pierce e o rosto danificado e triste de Pattinson, sangram vulnerabilidade juntamente com a capacidade subjacente ameaçadora de exclamar a qualquer momento. Eles fazem os contrapontos perfeitos para a construção de violência. Onde Pearce interpreta um firme e forte anti-herói, Pattinson interpreta um inseguro, fraco, mas quase amável, homem.

Há algumas grandes sutilezas que se entrelaçam dentro do tecido solto da história dentro do filme, mas o ritmo é lento para queimar, e a relação entre os personagens de Pattinson e Pearce e nunca se torna totalmente realizada. Isso pode ser uma falha do cineasta, mas também poderia ser realmente inteligente, e eu estou apostando no último. 'The Rover' é basicamente a história de um cara que quer desesperadamente pegar o carro de volta, e cada momento do tempo de tela é ligada a esse objetivo de maneiras violentas, emocionais e às vezes de formas francamente brutais.

Fonte | Via | Tradução: Pattinson Daily