Pattinson Daily: Cronica: Eu queria trabalhar com Pattinson, diz Anton Corbijn
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Cronica: Eu queria trabalhar com Pattinson, diz Anton Corbijn

30 de julho de 2015

O cineasta holandês Anton Corbijn mostrou na grande tela, o seu fascínio pela música no filme Control, que fala sobre a vida do lendário Ian Curtis, um membro da banda Joy Division, e ao dirigir vídeos musicais. Mas, em seu mais recente filme, Life, explora a vida de um reconhecido fotógrafo, uma atividade que é também uma das suas grandes paixões.


O filme foi baseado em fatos reais, e foi apresentado em uma Premiere de Gala da 18ª edição do Festival Internacional de Cinema de Guanajuato, no Teatro Juarez, onde foi ovacionada ao fim da projeção, aborda a relação que se desenvolve entre o fotógrafo Dennis Stock (Robert Pattinson) e o ator James Dean (Dane DeHann), que estão na primeira fase de suas carreiras.

De acordo com o diretor, a história nasce das fotografias que foram publicadas na revista Life em 1955 e seu interesse em explorar a privacidade de figuras públicas como é o caso do famoso James Dean, "algumas das fotografias, tal como a Times Square todos conhecem, mas não sabemos a história deste fotógrafo, essa é a verdadeira razão pela qual eu fiz o filme, nasceu de uma curiosidade para saber quem está por trás dessas imagens", disse o diretor, no final da projeção de seu filme.

"No começo eu não queria fazer o filme porque se tratava de um personagem popular como James Dean, no entanto, acho que é o fotógrafo que me interessou, pois, eu também tenho feito há mais de 40 anos fotos de figuras públicas", acrescentou o cineasta que também explicou que para a realização do documentário falou com algumas das mulheres dos personagens e usou algumas gravações de voz deixadas por James Dean.

O filme, que foi apresentada pela primeira vez em fevereiro, no Berlin International Film Festival, é um retrato honesto da amizade entre os dois personagens, na qual se enfatiza o desempenho de Pattinson, "Eu queria trabalhar com ele porque em seus últimos filmes ele demostrou ser um ator capaz de fazer um papel complexo, além dos filmes como Crepúsculo, tem tentado provar que tem mais talento e acho que o fotógrafo do filme é muito parecido, ele quer provar que é capaz de trabalhar para uma grande revista ", disse o diretor.

Fonte | Via | Tradução: Pattinson Daily