Pattinson Daily: Ciak Magazine: Pattinson é um jovem fascista em The Childhood of a Leader
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Ciak Magazine: Pattinson é um jovem fascista em The Childhood of a Leader

22 de agosto de 2015


Frenesi e impaciência para "The Childhood of a Leader" de Brady Corbet, o filme é baseado na história escrita em 1939 por Jean-Paul Sartre, e que será exibido em Veneza no dia 05 de setembro. Em "The Wall" todos os personagens do livro estão presos em uma vida estática, uma situação da qual não podem sair. Charles Marker, um menino que estava à procura de uma identidade, entre uma sexualidade complexa, impulsos sádicos e um enorme ego, está enfrentando implicações sociais, políticas e psicológicas que o levam a se tornar um líder fascista durante a Segunda Guerra Mundial.

Mas por que esperar por isso? Certamente, a presença de Robert Pattinson no elenco, sendo um perturbado jovem fascista, elegante em um smoking e com sua barba, é uma das razões. Pattinson, está deixando de ser um ídolo teen para ser um novo ícone no mundo do cinema. O ator se atreveu e foi recompensado: de Cronenberg para Herzog, ele aceitou papéis intensos que revelaram um talento inesperado desde os dias de Crepúsculo. Além de Veneza, ele estará em breve na tela grande com Life no filme biográfico de James Dean e seu amigo fotógrafo Dennis Stock, dois personagens deslumbrantes e não convencionais de Anton Corbijn, que a estréia italiana será em 17 de setembro no Milan Film Festival e em outubro nas salas de cinema.

Além disso, Bérénice Bejo, que estrelou ao lado de Jean Dujardin em The Artist de seu marido Michel Hazanavicius (vencedor do Oscar de Melhor Filme em 2012), e como "jovem ninfomaníaca" com um olhar perspicaz de Lars Von Trier - Stacy Martin - e a atriz Yolande Moreau, formam um trio feminino no filme que é sinônimo de filmes de arte.

Finalmente, há a curiosidade sobre o quão longe Brady Corbet, de 27 anos de idade, tem ido em sua estréia atrás das câmeras. Para sua estréia ele escolheu um material vivo, que pode ser escorregadio. A probabilidade de criar um grande sucesso ou um desastre total é o mesmo, esperamos que Corbet tenha sido capaz de evitar as banalidades, dando aos personagens as nuances e contradições da alma humana, como fez os escritos de Sartre.

Fonte | Via | Tradução: Pattinson Daily