Pattinson Daily: Scans + Tradução da entrevista de Robert para a revista ELLE (França)
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Scans + Tradução da entrevista de Robert para a revista ELLE (França)

4 de setembro de 2015

imagebam.com imagebam.com
De blockbusters à filmes indies, o galã reinventa sua carreira. Estrelando em 'Life' de Anton Corbijn, ele fala sobre fama, hambúrgueres e vampiros. Todos nós já sonhamos com suas presas plantadas em nossos pescoços. Mas essa fantasia agora acabou! Robert Pattinson, um dos vampiros mais sexy, o tema favorito de todos os paparazzi desde que estrelou "Crepúsculo", tem realizado completamente sua metamorfose. Dois filmes elegantes com David Cronenberg "Cosmópolis" e "Mapas para as estrelas", então "The Rover" por David Michod, uma viagem incrível no deserto australiano, o fez mudar. Como se após o fenômeno "Crepúsculo", os filmes indie lhe permitiram afirmar serenamente o seu talento de ator. Em 'Life', de Anton Corbijn, nos cinemas em 9 de setembro, Robert Pattinson interpreta com verdade o fotógrafo Dennis Stock, um amigo de James Dean (devemos a ele as famosas fotos tiradas em Nova York e na fazenda de Indiana, onde ídolo dos anos 50 cresceu). Voando para a Colômbia, onde vai seguir as filmagens de "The Lost City of Z" por James Gray, Robert Pattinson fala conosco no telefone. A voz é intensa, alegre e o riso é generoso. Mantenha a calma!

Alô? Robert Pattinson?
Sim, sou eu!

Você é um das celebridades mais fotografados no mundo. Será que você aproveitou isso para interpretar um fotógrafo?
(Risos) nós devemos colocar as coisas em contexto. Nos anos 50 você não se tornava fotógrafo como hoje com os celulares, era necessário ter conhecimento técnico. Era um trabalho praticado com nobreza.

Como você praticou?
Anton Corbijn me deu uma Leica de 1944 e disse -me: Tente torná-la uma amiga, veja como extensão da sua mão, porque você vai usar durante as filmagens!

Você tirou algumas fotos?
Sim. Foi um desastre. Eu não queria mostrá-las a Anton (risos).

Assistindo o trailer, nós queremos saber se você teria preferido interpretar James Dean?
Absolutamente não. Dane DeHaan é perfeito para o papel. Eu nunca tive uma paixão por James Dean. Quando eu estava à procura de heróis para os quais me identifico, James Dean não era um deles. Ele pertencia a um outro tempo. Eu não pareço com ele em nada. No entanto Dane sabia tudo sobre ele antes do filme.

A amizade entre os dois homens é interessante..
Meu personagem, Dennis Stock, é apenas 3 anos mais velho que James Dean, mas ele perdeu toda a sua inocência. Ele já é um pai, com responsabilidades, o seu objetivo é tornar-se um artista. Ele quer devotar 100% do seu tempo à fotografia, e uma esposa e filhos não são parte da jornada.

Considerando James Dean ainda é um adolescente...
Ele já nasceu um artista. O mundo das crianças é familiar para ele. Em qualquer caso, ele compartilha sua imaginação. Há esta cena mágica na fazenda em Indiana, onde o meu personagem tira fotos de James Dean brincando com seu pequeno primo. Eu amei essa cena, porque eu tinha que mostrar a inveja e o ciúme.

Se James Dean ainda estivesse vivo, como ele iria viver com essa cobertura mediática excessiva?
Mal, é claro. O que está acontecendo hoje em dia pode fazer você enlouquecer.

E você? Como você lida com essa situação?
O que é terrível é que eu me tornei famoso quando o mundo mudou. Em 2008, toda pessoa tinha um telefone celular, foi a explosão das redes sociais. Como resultados, a margem de liberdade para proteger a vida privada tornou-se ultra fino. Não só tinham todos esses paparazzi acampando fora da minha casa, mas essa nova horda de fãs que retransmitia informações em redes sociais. Tornou-se incontrolável.

A sua personalidade mudou?
Em algum momento eu me tornei paranoico. Eu não saia da minha casa em Los Angeles. Foi um inferno. Ao mesmo tempo, eu estava ciente do ridículo da situação. Não fazia sentido.

O que, por exemplo, foi a pior coisa que alguém disse sobre você?
Vai fazer você rir, mas como um britânico, ouvir alguém dizer que eu sou americano é o pior insulto! Eu sou inglês! Que seja conhecido uma vez por todas!

Será que o seu relacionamento passado com Kristen Stewart sofreu disto?
Eu preferia não abordar o assunto.

Você deixou Los Angeles para viver em Londres. É este amor que te fez mudar de países? (Ele está namorando com a cantora inglesa FKA Twigs)
(Risos) Na verdade, eu vivo entre Los Angeles e Londres. Mas estar em Londres, é um puro deleite. Eles me deixam em paz! É o mesmo em toda a Europa. No outro dia eu estava passeando em torno de Paris, e ninguém me incomodou!

Você já está em contato com diretores franceses?
Sim! Para um grande projeto, mas eu não posso falar sobre isso porque ele não está assinado ainda. Mas eu sonho de trabalhar com ela.

Portanto, é uma mulher?
Oh meu Deus! Eu já disse o suficiente!

Quando se fala da metamorfose artística sobre você, como você vive isto?
Isto é um pouco exagerado, você não acha? Houve o que eu chamo de "acidente feliz" que foi Crepúsculo, o que me permitiu conhecer David Cronenberg. Trabalhar com ele me abrir novas oportunidades.

E se lhe fosse oferecido um outro filme "Crepúsculo"?
Por que não!

Ao escolher fazer filmes independentes, não tinha medo de perder alguns fãs?
Pelo contrário, eu acho que o meu nome em um cartaz reúne minha base de fãs. Espero despertar sua curiosidade e mostrar-lhes uma visão diferente do cinema. Não se esqueça que eles crescem muito. E eles não querem ver em toda a sua vida Robert Pattinson interpretando um vampiro. Nós tendemos a desvalorizar os fãs. É um erro. O fã é um membro da platéia como os outros.

Você diria que este sucesso de público ofereceu-lhe uma liberdade de ação em uma bandeja?
É inegável. Agora eu estou fazendo o que eu quero. Como fazer 'The Childhood Of A Leader" com meu velho amigo Brady Corbet. Este é seu primeiro filme como diretor.

É o filme com Bérénice Bejo, não é?
Sim. Ela é ótima. Ela me deu conselhos nutricional: "Todas as manhãs, você pode comer e beber o que quiser. O resto do dia você tem que ser cuidadoso." Perguntei-lhe: "Mesmo os hambúrgueres no café da manhã?" Ela disse: "Não se preocupe, mon petit loup!"(meu pequeno lobo)

Então você é um feliz "inglês em Londres"?
Sim! Como nunca antes.

Fonte | Via | Via | Via: Pattinson Daily