Pattinson Daily: Scan + Transcrição: Entrevista de Robert para a revista Berliner Morgenpost (Alemanha)
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Scan + Transcrição: Entrevista de Robert para a revista Berliner Morgenpost (Alemanha)

14 de setembro de 2015


BERLINER MORGENPOST: Você tem medo de fotógrafos, Sr. Pattinson?

Um jovem que parece um pouco desanimado, que é a primeira impressão que se tem durante esta entrevista com Robert Pattinson. Não há nenhuma razão para um jovem de 29 anos de idade se sentir assim, embora, talvez porque depois do enorme sucesso da série Twilight, ele conseguiu estabelecer-se como um ator sério. Em Life, ele é visto como o fotógrafo que tirou as fotos do lendário James Dean.

Você é um bom fotógrafo?
Pouco decente, embora eu só tenha começado isso durante o filme. Eu ganhei a mesma câmera que Dennis Stock tinha. A qualidade das minhas fotos depende do lugar e da luz. Quando eu estava gravando Queen of the Desert com Werner Herzog em Morocos, eu tirei ótimas fotos muito facilmente, mas quando eu voltei pra Londres as fotos saíram muito escuras.

Geralmente você é o que é fotografado o tempo todo. Como você lida com isso?
Eu estou sofrendo com isso no momento. Quando o primeiro Twilight saiu, eu lidei com isso de uma forma muito ofensivamente. Isso significa que eu não estava conseguindo me apresentar de uma certa maneira e, enquanto você consegue ter o controle é bom. Mas tornou-se demais e escorregou para fora do meu controle. Eu tinha a sensação de que algo foi tirado de mim com os fotógrafos de eu fiquei com medo e eu fechei. No momento eu estou na fase 'por favor, não tire fotos'.

O que você faz quando você sai e fotógrafos estão esperando por você?
Eu fico assustado.

Sério?
Não. Eu entendo que eu não posso deixa-los me fazer enlouquecer. Estou cansado de colocar um disfarce ou usar um boné.

Você já teve uma relação próxima com um fotógrafo como James Dean fez?
Não com um fotógrafo, mas quando o primeiro filme de Twilight saiu houve alguns jornalistas que eu tenho uma ótima relação e também sai com eles. Houve um escritor da EW que escreveu uma história muito legal sobre mim, porque nós nos demos muito bem. Fomos a um bar e ficamos bêbados.

Devemos fazer isso agora?
Não, eu nunca vou fazer isso de novo, porque agora as pessoas meio que me conhecem através das muitas entrevistas que fiz e alguns jornalistas – sem querer te ofender - tentam me fazer chegar ao ponto onde eu digo algo realmente horrível.

Você é capaz de simplesmente ir a um bar agora?
Isto está lentamente chegando ao ponto onde eu posso. Depende de como o público reage. Com um filme como Twilight, houve muita pressão e ninguém se importava para quaisquer nuances individuais. Houve algumas reações loucas para certas coisas que eu disse e todo mundo ia ficar com raiva sobre trivialidades, especialmente quando o primeiro filme saiu. Assim, muitas pessoas estavam loucos, eu pensei que eu iria ser morto.

Não exagere.
É verdade. Quando o primeiro trailer foi mostrado, eu tive uma experiência como a cena em Jurassic Park, onde os protagonistas são caçados por aves de rapina. Depois de uma exibição no México todos nós entramos em um carro, mas os bloqueios não estavam funcionando e as pessoas estavam empurrando para entrar no carro. Meu empresário teve que empurrá-los para fora e, depois, fomos seguidos por 400 pessoas. O motorista tomou um rumo errado e acabamos em um parque de estacionamento com pessoas ainda atrás de nós. Chegamos na saída, mas tivemos de pagar a taxa e nenhum de nós tinha dinheiro suficiente e segurança não queria nos deixar ir. Nós pagamos a taxa.

Sua vida não só se assemelha Jurassic Park, mas uma novela, especialmente o seu antigo relacionamento com o sua co-estrela Kristen Stewart. Como você vê isso?
Foi muito estranho. Eu sempre tento não falar sobre coisas pessoais, mas não faz a menor diferença, porque as pessoas apenas inventam coisas. Eu me tornei parte da história que outras pessoas inventaram e eu não pude fazer nada sobre isso. Teve um tempo que eu não fiz fotos oficiais, porque eu pensava, sem fotos novas, sem novas histórias. Mas eu estava errado, as pessoas apenas pegam as fotos velhas.

A histeria dos fãs morreu um pouco, você pode se relacionar com eles?
Teve um tempo que eu era obcecado com o Van Morrison, mas não tão insanamente. Minha situação é essencial, porque aconteceu acidentalmente. Eu apenas entrei nisso. Eu nunca tive um problema com meus fãs e eu sempre os vi como indivíduos e eles não gritam como indivíduos . É a mentalidade de massa que eu acho bizarro. Na verdade, a mídia e os fotógrafos são o problema, porque eles estão esperando o momento vou cometer um erro ou ter uma experiência ruim. Os fãs querem que eu vença e eu não tenho problema com isso.

Você gosta dos aplausos ao seu redor?
Absolutamente não. Às vezes as pessoas ao meu redor não querem me dizer a verdade, apenas porque eles acham que eu vou ficar bravo. Eu sou tratado como um pequeno bebe passarinho que precisa ser cuidado. Eu não gosto de baba ovos ao meu redor, é irritante. Eu tenho pessoas ao meu redor agora que me contradizem e até meu agente me diz algumas vezes 'cala a boca, você é um besta'.

Você consegue se achar nesse mundo maluco?
Eu tenho meus jeitos. As pessoas ao meu redor me ajudam com isso. Meus amigos, minha família, são minha base solida e a partir dai eu só tenho surfado por alguns anos. Eu nunca imaginei que haveria alguma coisa que me interessaria, mas o mar tem um efeito positivo em mim, o que eu amo. Quando eu estou longe, eu consigo respirar.

O fotógrafo Dennis subordina sua família por sua carreira. Você consegue entender esta atitude?
Para ser honesto eu não acho que essa atitude seja muito legal. Seu filho é um fardo para ele. Quando eu soube sobre o projeto, eu não estava interessado em seu relacionamento com James Dean em primeiro lugar. Eu achei interessante que ele era uma pessoa que apenas não gostava de seu filho. Ele é um exemplo para alguém que não encontrou a felicidade com esta atitude. Ele era uma figura trágica. Com todas as suas entrevistas, torna-se claro que ele não aprendeu nada. Mesmo nos anos 80 ele ainda reclamou apenas ser famoso por suas fotos de James Dean.

E sobre você? E se você só fosse conhecido por interpretar o vampiro Edward?
E dai? Contanto que eu tenho a chance de fazer isso para a viver, eu sou feliz. Ser famoso apenas sufoca o seu crescimento. Você fala com as pessoas sobre as mesmas coisas o tempo todo, é difícil encontrar pessoas fora desta bolha. Como eu disse antes eu conscientemente procuro pessoas que têm uma perspectiva diferente da minha e falar abertamente sobre o assunto – não apenas uma besteira trivial. Desde Twilight eu só fiz filmes que me interessam e eu desempenho papéis que não tenham feito antes e eu sempre tive os papéis que eu queria. Eu só espero que esta sorte continue.