Pattinson Daily: The Telegraph: Life, um fascinante olhar para James Dean
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

The Telegraph: Life, um fascinante olhar para James Dean

30 de setembro de 2015

Dane DeHaan as James Dean and Robert Pattinson as Dennis Stock in 'Life'

Dane DeHaan e Robert Pattinson brilham no retrato discreto de Anton Corbijn sobre James Dean.

O sempre onipresente James Franco observou uma vez que o astro em ascensão Dane DeHaan parece estar obcecado com ele. Ele tem um ponto. Franco interpretou Allen Ginsberg em Howl; eis que, DeHaan mostrou-se, em seguida, em outro filme Ginsberg, Kill Your Darlings. Ambos estrelaram como o Duende Verde. E agora DeHaan aborda um papel pelo o qual Franco ganhou um Globo de Ouro em 2001: James Dean.

Desde a primeira cena de Life de Anton Corbijn, DeHaan nos mostra muito o seu próprio Dean, e ele é imediatamente bastante fascinante. A semelhança é marginal - se alguma coisa, ele se parece mais com um jovem Brad Pitt. Ele está fumando, distraidamente, perto da piscina em uma festa de Hollywood que está sendo oferecida pelo diretor Nicholas Ray. Ele tem a palavra de Ray que pode lança-lo em Rebel Without a Cause, uma vez que as primeiras reações ao primeiro filme de Dean, East of Eden, confirmam ele como a estrela mais quente do momento.

Mas Dean não está deixando nada subir à cabeça. Ou nada, exceto a solidão e a angústia exterior e todo esse descontrole. Um fotógrafo se aproxima dele, mais por curiosidade do que instinto de paparazzo. Este é Dennis Stock (Robert Pattinson), um freelancer tentando fazer o seu nome, que tem apenas mentira seu caminho através da porta de Ray. Mas ele precisa de uma chance, um avanço exclusivo. Dean, avaliando-o completamente, dedos enroscados no cigarro que oscila, faz uma sugestão súbita, à troco de nada - um encontro espontâneo para um café, no dia seguinte.

DeHaan está interpretando uma triste, contradição comicamente lânguida aqui - um Dean via Holden Caulfield, e alguém que também é abertamente gay em seus maneirismos, mas não podendo ser de qualquer outra forma. "Você é um rapaz inteligente?", Seu novo chefe de estúdio Jack Warner (Ben Kingsley) pede-lhe com ameaça já inconfundível, antes de enfurecer-se a uma velocidade superior. De repente, ele aproxima-se todo Don Logan in Sexy Beast. "Se você não for um bom menino, eu vou f --- , até doer muito." A Warner quer uma mercadoria, e não tem certeza sobre enfatizar o lado rebelde de Jimmy.

Mas Stock, também, tem uma ex-mulher e um jovem filho que mal vê, está observando os ângulos, farejando um ticket refeição. O subestimado Pattinson está interpretando um insensível aqui, e faz um trabalho credível penetrando na aura de desespero do astuto Dennis: ele importuna Dean, o persegue para Nova York, paira em torno de seu encardido prédio de apartamentos. A estrela está meio alarmado, meio divertida, e não pode decidir se ele precisa desse zumbido abutre em torno dele ou não.

Cuidadosamente roteirizado por Luke Davies, que escreveu um dos últimos papéis de Heath Ledger, The Australian addiction drama Candy (2006), este filme descreve a fama de Dean como o momento em que alguma coisa mudou - e não apenas o nascimento de um novo tipo de ícone do cinema, mas a ideia de uma celebridade relutante disposto a desfilar suas vulnerabilidades.

Stock capturou algumas das imagens mais lendárias de Dean que temos: a mais famosa, ele curvado em uma capa de chuva em um dia chuvoso na rua de Nova York, um cigarro preso entre os lábios; e a série de ensaio que eles inventaram juntos em uma viagem para sua fazenda da família em Indiana. Mas o filme é muito esperto para empurrar esta figura, tipo Weegee*, como um gênio natural de seu meio.

Há fotógrafos cujos a câmera é como um membro extra, mas ele não é um deles. Toda vez que Pattinson chega para sua, ela parece sorrateira sobre ele, como se ele estivesse roubando algo, consciente de que a autenticidade do momento está sob ameaça.

Para Corbijn - ele próprio um artista famoso realizado antes de sua carreira no cinema começar - esta é uma imagem curiosamente pessoal sobre o momento em que a fotografa acontece, e como isto muda a natureza de qualquer interação humana. "Estou decepcionado com você", diz Jimmy para Dennis enquanto ele está dirigindo um trator, um indício de um sorriso irônico nos lábios, mas não o suficiente para tirar o ferrão da linha.

O filme deixa cair um monte de nomes glamourosos, e nos dá tempo na companhia de Natalie Wood, Eartha Kitt, Raymond Massey e Lee Strasberg. Mas é uma visão totalmente enganosa do circo de Hollywood, uma grande parte superior com as luzes apagadas. Em algum lugar lá dentro, James Dean está sentado infeliz e sozinho.

*Weegee: Arthur Fellig, Mais conhecido pelo seu pseudônimo Weegee, foi um fotógrafo norte-americano. É conhecido por suas fotografias austeras em preto e branco de cenas do cotidiano metropolitano.