Pattinson Daily: Francis Lawrence, diretor de Água para elefantes, fala sobre Robert em entrevista a Forbes
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Francis Lawrence, diretor de Água para elefantes, fala sobre Robert em entrevista a Forbes

1 de dezembro de 2015


É sempre interessante ver uma perspectiva externa dos fãs.

Seu filme antes de Jogos Vorazes foi Água para elefantes, um filme com Reese Witherspoon e Robert Pattinson. Você trabalhou com ele no meio da febre de  Crepúsculo, e então você foi fazer Jogos Vorazes. Que lições você tirou ao interagir com Robert Pattinson, ele lidou com esse tipo de fama dos tabloides e fãs?
Quando eu trabalhei com Rob, ele obviamente tinha uma enorme base de fãs por causa de Crepúsculo e havia mulheres e meninas, mas eu digo mulheres, acampadas em nosso set de filmagens todos os dias e em nossos hotéis quando estávamos filmando fora da cidade, e foi ímpar. Ele sempre foi muito tímido sobre isto. Lembro-me de ter feito um filme previamente com Will Smith, que também é muito popular, e ele tem uma maneira muito diferente de interagir com seus fãs, e eu estava tentando ver se eu poderia conseguir deixar Rob um pouco mais confortável com o tipo abrangente do fandom. O que eu aprendi com ele é que, na verdade, os dois fandom são muito diferentes um do outro. Seus fãs são muito diferentes dos fãs de Will Smith, extremamente, e se os fãs de Rob conseguissem um abraço dele, pelo menos naquele momento parecia que iria rasgá-lo em pedaços. Eles iriam puxar seu cabelo, eles puxariam sua camisa, eu quero dizer que o cara... não havia razão para ele estar nervoso com alguns desses fãs. Nem todos, mas alguns. A maior parte, dos fãs de Jogos Vorazes, são realmente, realmente, apaixonados pelas histórias e sobre as ideias, sobre os personagens, e sim, eles amam os atores, mas não há esse mesmo tipo de apetite sexual, que é tão voraz que eu senti quando eu estava em torno de fãs de Rob.