Pattinson Daily: The Reel World: Pattinson é forte como o famoso fotógrafo Dennis Stock
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

The Reel World: Pattinson é forte como o famoso fotógrafo Dennis Stock

10 de dezembro de 2015


Dirigido por Anton Corbijn a partir de um roteiro escrito pelo australiano Luke Davies, Life é um olhar biográfico para a amizade entre o ator James Dean e o fotógrafo Dennis Stock. Situado entre os papéis estrelado por Dean em East of Eden e Rebel Without a Cause, o filme representa a ascensão do galã rebelde ao estrelato e a história por trás de seus retratos icônicos na revista Life.

Dennis Stock (Robert Pattinson) é um fotógrafo freelance para a Agência Mangum Fotos, designado para fotografar as maiores estrelas de Hollywood no tapete vermelho e por trás das cenas. Quando ele encontra um jovem James Dean (Dane DeHaan) em uma festa e é atraído por sua notável "pureza" contra os seus homólogos superficiais de Hollywood, os dois começam uma amizade improvável que parece mutuamente benéfica. Stock faz um acordo com o ator em que ele permite uma exclusiva com a estrela em ascensão e a oportunidade de quebrar em tarefas mais significativas, enquanto Dean recebe exposição generalizada na revista Life. Mas através do brilho e glamour da Era Hollywood, ambos parecem realmente precisos da amizade do outro enquanto estão dispostos a abandonar o conhecimento de que em Los Angeles, todo mundo quer alguma coisa.

Pattinson é forte como o famoso fotógrafo e escolheu um outro pedaço de drama sábio em sua carreira pós-Crepúsculo. Interpretando o homem direto para formas esporádicas de Dean, Pattinson imbui com um sentimento de desespero que é sublinhada com a incerteza. Parece haver algumas peças importantes que faltam de sua persona, porém, como parece que suas motivações tomam o lugar de caracterização real para o homem por trás da câmera. Stock também está lidando com uma ex-esposa (Stella Schnabel) e é, essencialmente, um pai ausente para seu filho (Jack Fulton), em Nova York, embora torne-se claro que a sua incapacidade de cumprir os seus deveres paternos não vem de uma falta de desejo, mas sim uma falta de saber como. Esta discussão do lado de sua história que é severamente mal tratada, e teria sido servido melhor por ter mais relevância para o enredo principal do que apenas os paralelos óbvios que vêm no final do filme a falecida mãe de Dean.

DeHaan faz bem em imitar maneirismos relaxados de Dean e vocais excessivamente sussurrados, raramente contando com estes, mas nunca cai tão longe para eles que sua interpretação torna-se uma caricatura. Há momentos em que Dehaan captura Dean perfeitamente com uma semelhança quase exata, mas também há outros momentos em que as diferenças são muito mais perceptíveis e, infelizmente, são propensas a levá-lo para fora do filme (ou seja, se você estiver familiarizado com Dean em o primeiro lugar). Mesmo assim, Dehaan oferece um desempenho sensual com tal intensidade e unidade que sua semelhança com Dean não vai importar muito.

Os dois condutores têm boa química juntos, com ambos emitindo uma falta de amizade para escapar de sua solidão, mas não dispostos a quebrar as barreiras para aceitar totalmente outro em. Logo no início há um caso claro de tons homoeróticos como olhares de Dean e Stock cima e para baixo e lhe oferece uma carona em sua motocicleta, e, por um momento, parece como se o filme vai seguir uma forma diferente de amizade. Infelizmente, este não é o caso, e o filme não consegue acompanhar, através de rumores de longa data da sexualidade fluída de Dean. Então, novamente, essa pode não ter sido a intenção de Corijn para começar. No entanto, com um homem perseguindo o outro para lá e para cá, esta é uma história de amor claro, que só acontece seguindo uma amizade "platônico" de dois homens heterossexuais.

O filme também oferece um elenco de apoio forte, nomeadamente Ben Kingsley como o chefe do estúdio; Jack Warner, que são partes iguais de Walt Disney e malícia pura; Alessandra Mastronardi, uma convincente Pier Angeli, a atriz italiana que rouba o coração de Dean logo no início; e Joel Edgerton, que faz uma aparição como o editor da agência Magnum, embora seu tempo de tela é limitado a algumas cenas. Fanáticos da Era Dourada terá um tempo divertido com a miríade de aparições por algumas das maiores estrelas de Hollywood, como Natalie Wood, Eartha Kitt e Nicholas Ray. [...]

Fonte | Via | Tradução: Pattinson Daily