Pattinson Daily: Pattinson Daily no 20° Cultura Inglesa Festival: Review de Life: Um retrato de James Dean
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Pattinson Daily no 20° Cultura Inglesa Festival: Review de Life: Um retrato de James Dean

9 de junho de 2016

No dia 07 de junho houve uma sessão de Life: Um retrato de James Dean no 20° Cultura Inglesa Festival. O filme foi exibido gratuitamente em uma sessão ás 21:25 no Caixa Belas Artes em São Paulo. E umas de nossas staffs, que esteve presente no festival e que assistiu ao filme, fez uma breve resenha, sobre Life, confira:


Para os amantes de James Dean é uma forma poética de descrever o ídolo que marcou uma geração e ainda é fonte de inspiração para muitos jovens. Para os fãs de Robert Pattinson, é mais uma oportunidade para ver o quanto o ex ídolo teen, evoluiu na atuação desde Crepúsculo.

Life é um filme para cinéfilos, tem um ritmo cadenciado, que pode ser confundido com lentidão, na minha opinião é o ritmo certo para contar a história proposta. Li algumas críticas em que algumas pessoas reclamavam que o filme é muito longo, para mim é o contrário,acho que poderia ter mais alguns minutos de filme e ainda assim não seria cansativo. Life não propõe contar a história da vida de James Dean ou de Dennis Stock, mas sim contar a história de um momento na vida de cada um deles, Dean quer fugir do ônus da fama, obrigações contratuais e viver a vida normalmente, ele não se encaixa nos padrões comportamentais dos atores de Hollywood da época. Dean apenas quer o papel principal no filme "Juventude Transviada". Já Stock, quer ser reconhecido e famoso. Ele quer ser reconhecido como grande fotógrafo e não apenas como fotógrafo de celebridades, para ficar claro,ele não quer ser um paparazzo.

Stock é fotógrafo freelancer da revista Life, uma das mais famosas da época, e acredita no potencial artístico de James Dean, vê em Dean a chance de alcançar o seu objetivo. Stock então propõem uma sessão de fotos do ator, até então desconhecido, à revista. Stock acredita tanto que Dean será seu "salto para o reconhecimento" que praticamente "persegue" o ator até alcançar seu objetivo, não que ele aprecie Dean, mas Dean é a sua "tábua de salvação". Stock é insensível, ou melhor, é sensível apenas a si próprio. Esse é o ponto em que Life é belo e cruel. Até que ponto uma pessoa pode chegar para conseguir um objetivo, quão descartável uma pessoa se torna para a outra para que esta consiga objetivo almejado, e após a conseguir o objetivo, qual importância da pessoa que foi o condutor para o sucesso? Life fala disso, de uma maneira sutil e até cruel.

Robert Pattinson está maravilhoso ao interpretar Stock, definitivamente Crepúsculo está no passado. A interpretação é tão boa que cheguei a não enxergar a pessoa Robert, definitivamente não era ele na tela, era Stock, embora eu saiba pouco sobre Stock, sei que Robert está tão bem no papel que cheguei a esquecer que era ele. Em geral, todas as atuações são boas, Dane DeHaan está muito bem no papel de Dean, mas o sotaque que ele usou para o personagem é insuportável, muito insuportável. Mas fora isso, eu gostei muito da atuação dele.

A trilha sonora do filme é ótima, porém,em alguns momentos as músicas são um pouco altas demais. Para quem gosta de detalhes Life é um prato cheio. É visível o cuidado que a equipe de cenografia teve em cada detalhe, os quadros nas paredes das cenas na Warner Bros, todo o quarto de Dean, as câmaras fotográficas (definitivamente eu quero uma igual a de Stock), a casa em Indiana, é tudo muito primoroso. Achei que faltou em Life uma cena ou menção específica a foto que Stock fez de Dean na chuvosa Times Square. Essa é a foto emblemática, essa é a foto eternizada, essa foto merecia algo especial no filme. Em geral, Life é um filme que vale a pena ser visto, embora não vá prender você na poltrona o tempo todo e talvez lhe deixe com a sensação de que faltou alguma coisa, eu fiquei com essa sensação, é um filme que dá vontade de ter na coleção e assistir muitas vezes. Não procure em Life "o rebelde sem causa" como James Dean é conhecido, Life fala do homem por trás desse apelido não do personagem que o mundo criou.  Para os amantes de fotografias, não saiam da sala de cinema antes de chegar nos créditos finais!

Fotos por Silvana Ramalho



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário