Pattinson Daily: Críticas sobre o desempenho do Robert em "The Lost City of Z"
O "Pattinson Daily", é a sua maior fonte de notícias sobre o ator Robert Pattinson no Brasil.
Textual description of firstImageUrl

Críticas sobre o desempenho do Robert em "The Lost City of Z"

16 de novembro de 2016

Com a grande saída de críticas, fica difícil traduzirmos todas, então pegamos apenas as partes no qual Robert Pattinson é mencionado. Caso queira ver vídeos e fotos, do Robert no New York Film Festival, vá em nosso "Mega Post".


"[..] Henry Costin, interpretado por um Robert Pattinson muito barbudo." Este é o meu desempenho favorito de Pattinson, porque eu vivia esquecendo que era Robert Pattinson. Em suas primeiras experiências pós-Crepúsculo, tivemos a sensação que ele estava tentando provar a si mesmo como um ator. E isso é compreensível. Mas aqui ele desaparece tão bem em seu personagem que eu tinha dificuldades de me lembrar que era ele o tempo todo. É uma coisa boa.

[..] James Gray coloca Charlie Hunnam no papel principal, o coronel Percy Fawcett e os resultados são mistos. Embora Hunnam dê, o que é certamente, o seu melhor desempenho, ele ainda é um ator incapaz de trazer dinamismo a seus papéis. Isso não pode ser dito de Robert Pattinson, que silenciosamente se tornou um dos melhores atores de hoje. Quanto mais ele continua participando de projetos ousados e emocionantes com diretores que o empurram para seus limites, mais a multidão cinéfila continua a cantar elogios e este é novamente o caso, no papel do companheiro de Fawcett, Henry Costin.

[..] Robert Pattinson, no entanto, continua sua jornada tranquila para provar que ele é um excelente ator, desaparecendo atrás da barba do seu personagem, sem sinal de querer roubar o show.

[..] Devemos parabenizar a vontade de uma estrela jovem, que muitas das vezes é visto como um galã, em assumir esse papel. É um verdadeiro papel de apoio, com algumas linhas e um papel em que geralmente você não espera de uma grande estrela. Se escondendo atrás de uma barba enorme, Pattinson fez um trabalho tão bom e discreto como um soldado e explorador, que muitas pessoas podem não reconhecê-lo.

J.B. Spins
[..] Robert Pattinson (o cromossomo Y de Jennifer Aniston) desaparece completamente no papel do impiedoso, Henry Costin, de uma forma admirável e quase chocante.

Unseen Films
[..] Eu também preciso dizer que o elenco é incrível e todo mundo desaparece em seus papéis com Charlie Hunnam, Sienna Miller e, especialmente, Robert Pattinson, que desaparece completamente em suas partes. Pattinson é tão bom que quando ele apareceu, no filme, durante a exibição, na conferência de imprensa do New York Film Festival, vários escritores em torno de mim não tinham ideia de quem ele era no filme.

[..] Mas o MVP (o jogador mais valioso) de The Lost City of Z é Robert Pattinson.

O sonho adolescente, que tem feito constantemente filmes indie, para provar que é um ator, interpreta um dos primeiros aliados de Fawcett, um bêbado com uma atitude dura que faz o melhor do diálogo seco neste drama. "A selva é um inferno", Pattinson rosna de trás de uma barba espessa, que esconde seu rosto bonito. Mesmo quando ele não tem nada a fazer senão ser um elemento de fundo, os olhos da estrela de Crepúsculo brilham com uma energia louca que dá a este filme pesado uma sensação, desesperadamente necessária, de espontaneidade e perigo. Enquanto Hunnam não incita excitação, Pattinson seguramente e solidamente leva para longe a sonolência desta biografia tão solene.

Para seu crédito, este intrigante ator tem esculpido uma interessante carreira pós Crepúsculo, saltando do alarmante Cosmopolis e da sátira mordaz de Hollywood, Maps to the Stars, ambos de David Cronenberg, ao dramático The Rover de David Michôd. É uma coisa difícil, passar de galã para ator respeitado. Mas Pattinson não está indo pelo caminho de DiCaprio, recusando seu sorriso sedutor aos fãs para provar que é um ator sério. Ele está indo para o caminho de Jude Law, mergulhando em papéis que são feios ou trajes e maquiagens que o tornam irreconhecível. Ele está rejeitando os papéis de heróis para andar por estradas estranhas ou ter interessantes papéis de apoio, e ao fazê-lo emerge como um ator de caráter estelar, que rouba este filme como um arroto de embriaguez e uma sombra tréplica de cada vez.

Via: Pattinson Daily